quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

The Doobie Brothers - Live At The Greek Theatre [Bonus Tracks]

Cover
Banda: The Doobie Brothers
Disco: Live At The Greek Theatre [Bonus Tracks]
Ano: 2011(*)
Gênero: Soft Rock, Boogie Rock
Faixas:
1. Listen To The Music (Johnston) 2:30
2. Sweet Maxine (Simmons, Johnston) 3:48
3. Rockin' Down The Highway (Johnston) 3:41
4. You Belong To Me (McDonald, Simon) 3:24
5. Take Me In Your Arms (Rock Me) (Dozier, B. Holland, E. Holland) 3:50
6. Long Train Runnin' (Johnston) 5:10
7. Black Water (Simmons) 4:43
8. Minute By Minute (Abrams, McDonald) 4:34
9. Slat Key Soquel Rag (Simmons) 2:21
10. Out On The Streets (Simmons, Thompson) 4:22
11. What A Fool Believes (Loggins, McDonald) 3:44
12. Jesus Is Just Alright (Reynolds) 4:26
13. Takin' It To The Streets (McDonald) 4:33
14. China Grove (Johnston) 3:14
15. Listen To The Music (Johnston) 5:27
16. Little Darling (I Need You) [Bonus Track] (Dozier, B. Holland, E. Holland) 3:49
17. One Step Closer [Bonus Track] (Knudsen, McFee, Carter) 4:11
18. Dependin' On You [Bonus Track] (McDonald, Simmons) 4:21
19. Real Love [Bonus Track] (McDonald, Henderson) 4:20
Créditos:
Michael McDonald: Keyboards, Synthesizers, Vocals
Patrick Simmons: Guitars, Banjo, Flute, Vocals
Tom Johnston: Guitars, Vocals
Keith Knudsen: Drums, Percussion, Vocals
Willie Weeks: Bass, Backing Vocals
Bobby LaKind: Percussion, Backing Vocals
Cornelius Bumpus: Saxophone, Flute, Keyboards, Vocals
Michael Hossack: Drums
Tiran Porter: Bass
John Hartman: Drums
Chet McCracken: Drums, Percussion
(*) Gravado ao vivo no Greek Theatre, Bekerley, California, USA, em 1982.
https://mega.co.nz/#!gh4FUARL!VaFLOLq96EKOICL2fP7EEh6QGKU7MIUUMIZXNyd1sTA
Biografia:
Formada em San Jose, Califórnia, EUA, por John Hartman, Tom Johnston (ambos tocaram na Pud, personificação original da Doobie Brothers, junto com Gregg Murphy) e Dave Shogren. Começando a tocar boogie nos botecos frequentados pelos motoqueiros locais, o grupo assinou com a Warners em 1971 e lançou um inexitoso disco homônimo, produzido por Ted Templeman. O segundo álbum, "Toulouse Street", deu-lhe o primeiro disco de ouro e definiu o projeto musical para a primeira metade da sua carreira. 
24Aproximando-se de uma Allman audível, com límpidas harmonias e guitarras descontraídas, a banda tornou-se a quinta-essência do rock californiano setentista. "Listen To The Music" era algo parecido com uma massagem auricular, ao passo que "Long Train Runnin'", do disco "The Captain And Me" (1973), repetiu a fórmula; o coro sedutor e o ritmo arrasta-pé conduziram a canção ao Top 10 americano. Vendendo discos aos montes, o country rock de "Black Water" propiciou à banda chegar ao 1° lugar das paradas em 1974. O disco matriz do single, "What Were Once Vices Are Now Habits", e o seguinte, "Stampede" (1975), mostraram, porém, que a sonoridade do grupo estava ficando cansada.
15Graças a Jeff Baxter e Michael McDonald (ex-integrantes da Steely Dan), o estilo da banda passou por uma oportuna, embora sútil, transformação, saindo do country boogie e indo para o comportado funk AOR (nota minha: vide o conceito de AOR na Wikipedia). Baxter ingressou na banda antes da gravação de "Stampede", enquanto McDonald entrou no final de 1975, inicialmente para preencher o lugar de Johnston nas turnês, já que o vocalista abdicara das apresentações ao vivo devido a problemas de saúde. McDonald reformulou o setlist da banda nos concertos e também passou a compor a maioria das suas novas músicas. Embora muitos fãs antigos não a engolissem, a mudança deu nova vida à banda. "Takin It To The Streets" (1976) mostrou uma melhora acentuada, e o grupo voltou ao topo das paradas, em 1978, com o campeão de vendas "Minute By Minute".
14O álbum também gerou um single bem-sucedido (1° lugar nas paradas): "What A Fool Believes". O melodioso barítono de McDonald qualificava-se agora como o ingrediente essencial do som da Doobie Brothers (Johnston finalmente a deixara no ano anterior). Então ocorreram várias mudanças de pessoal, antes de "One Step Closer" (1980), seu derradeiro disco de estúdio, se bem que, àquela altura, McDonald, basicamente, levava a banda nas costas, não surpreendendo, portanto, que arrumasse as malas e partisse em carreira individual. O grupo separou-se oficialmente em março de 1982, após gravar um último álbum ao vivo no fim daquele ano. Enquanto a carreira solo de McDonald decolava, a Doobie Brothers reformulou-se em 1988 com um lineup próximo do original, tendo Johnston reassumido seu posto de vocalista.
18O disco do retorno, "Cycles" (1989), ganhou disco de ouro, gerando um único single Top 10: "The Doctor".  Mas o álbum posterior, "Brotherhood" (1991), resultou praticamente ignorado. Quase uma década depois do malogrado reinício, a Doobie Brothers voltou  com o inexpressivo "Sibling Rivalry" (2000). Mais uma vez, a rearticulada banda tentou viver de um nostálgico passado, das harmonias roqueiras antigas, e, conquanto não tenha conseguido capturar a atmosfera inebriante daqueles barbudos clássicos do início dos anos 70, pelo menos forneceu uma agradável e atualizada interpretação da sua antiga sonoridade. "Live At Wolf Trap" (2004) comprovou o seu poder de resistência (Martin C. Strong, in The Essential Rock Discography. Great Britain: Canongate, 2006, p. 325).

2 comentários:

Rochacrimson disse...

Obrigado!

Indignaldo Silva disse...

Não há de quê, Rochacrimson. Um abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...