terça-feira, 23 de setembro de 2014

Strider - Discografia essencial

Banda: Strider
Gênero: Hard Rock
 
Cover
Disco: Exposed
Ano: 1973
Faixas:
1. Flying (Grainger, Kewley) 6:01
2. Ain't Got No Love (Grainger, Noton) 4:18
3. Woman Blue (Kewley, Hunter, Hawkins, Noton) 5:41
4. Higher And Higher (Jackson, Smith) 3:55
5. Esther's Place (Grainger, Kewley, Noton) 6:30
6. Straddle (Grainger, O'Brien, Kewley, Noton) 3:49
7. Get Ready (Holland, Dozier, Holland) 8:50
Créditos:
Ian Kewley: Lead Vocals, Keyboards
Gary Grainger: Lead Guitar
Lee Hunter: Bass
Jimmy Hawkins: Drums, Percussion
(*) CD lançado em 2007.
https://mega.co.nz/#!x4xRyaiK!nFhN6SbnjJsJC4sDGzuxpz29DvOm3FYNjaLVQJxIJAY
Cover
Disco: Misunderstood
Ano: 1974
1. Open Your Eyes (Grainger, Kewley, Elliott) 4:58
2. Misunderstood (Grainger, Kewley, Elliott, Strzelczyk) 5:56
3. Crossed Line (Kewley, Noton, Elliott) 3:45
4. Seems So Easy (Grainger, Elliott, Lea) 5:23
5. Already Monday (Unknown) 5:07
6. Wing Tips (Unknown) 6:18
7. Take It Or Leave It (Unknown) 4:29
8. Searching The Clouds (Unknown) 4:36
Créditos:
Gary Grainger: Lead Guitar, Rhythm Guitar
Rob Elliott: Lead Vocals
Ian Kewley: Electric Piano, Grand Piano, Hammond Organ, Mellotron, Moog Synthesizer, French Horn, Backing Vocals
Tony Brock: Drums, Percussion, Backing Vocals
Lee Strzelczyk: Bass Guitar
Jennie Haan: Backing Vocals ("Misunderstood", "Seems So Easy", "Wings Tips")
(*) CD lançado em 2009.
https://mega.co.nz/#!x4xRyaiK!nFhN6SbnjJsJC4sDGzuxpz29DvOm3FYNjaLVQJxIJAY

Biografia:
A Strider lançou apenas dois discos e figurou como uma mera nota de rodapé na história do rock, mas deixou um legado que superou sua contribuição musical, em razão dos trabalhos que os membros da banda realizaram depois da dissolução.
Embora pouco conhecido, o grupo angariou admiradores radicais nos bares e no circuito universitário do Reino Unido e chegou a tocar regularmente no influente Marquee Club, em Londres. Seu som pesado de rock e blues era típico do período, porém se mostrou incapaz de trazer sucesso à banda.
O primeiro disco, "Exposed", foi gravado por Grainger, Hunter, Hawkins e Kewley e mostrou-se bastante correto, mas não estava pronto para incendiar o planeta. Candentes disputas internas resultaram na saída de Hawkins e Hunter.
A banda permaneceu como uma boa atração ao vivo e conseguiu inflamar o público no Reading Festival, em 1974, principalmente com "Flying", sua canção mais conhecida. Na época do segundo álbum, o baixo e a bateria estavam nas mãos de Strzelczyk e Brock, respectivamente, e o grupo ganhou o acréscimo do vocalista Elliot. "Misunderstood" também recebeu a adição de Jenny Haan (nota minha: em algumas faixas apenas, e fazendo backing vocals), que recém saíra da Babe Ruth.
A banda tinha chegado ao seu limite. Possuía apenas 16 canções originais e muitas vezes via-se obrigada a recorrer a covers de R&B. As refregas internas se agravaram e a banda parou em 1974. Se bem que a situação já estava ruim com a insistência de Rod Stewart em atrair Grainger para suas fileiras. Após a separação, Grainger passou algum tempo com Stewart e depois trabalhou com Roger Daltrey e John Entwistle. Kewley formou a Limey e tocou com Paul Young antes de deixar sua marca em discos da Manic Street Preachers. A carreira mais prolífica talvez tenha sido a de Brock, que integrou a Babys e colaborou com Eddie Money, Rod Stewart e Jimmy Barnes (Rate Your Music; tradução livre do inglês).

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...